Notícia

Câmara Tributária da Acic elabora cartilha alertando sobre fraudes fiscais

segunda, 07 de outubro de 2019
ACIC

Um número considerável de empresários se deixa seduzir por propostas mirabolantes de profissionais que tentam lucrar ao vender supostas facilidades às empresas. As fraudes geram multas pesadas e os empresários ainda correm o risco de responder a processos criminais. De olho nisso, a Câmara Técnica Tributária da Acic acaba de elaborar uma cartilha de alerta que será distribuída aos empresários filiados à Associação Comercial e Industrial de Cascavel. O coordenador da Câmara Tributária, Márcio Blazius, informa que a cartilha traz, em vinte e poucas páginas, a arquitetura das fraudes tributárias mais frequentes. “Os escritórios de contabilidade têm se deparado com muitas multas tributárias e até processos criminais que são gerados por aventuras que alguns ditos consultores oferecem aos empresários”, observa Blazius, alertando que todo cuidado é pouco para evitar problemas que, além de prejuízos financeiros, podem trazer muita dor de cabeça. Conforme Blazius, o empresário não tem obrigação de saber o que pode ser feito ou é ilegal, justamente devido à complexidade do sistema tributário brasileiro. Por isso, cabe à Câmara Técnica Tributária da Acic orientar para que os empresários não se deixem enganar por “milagres” com potencial enorme de se transformar em grandes problemas. Otávio Toretta, outro integrante da Câmara, diz que o empresário deve ter a cartilha como um guia de orientação e de informações para todas as horas. “Essa é uma ferramenta importante e que ajudará a evitar grandes dissabores”, conforme ele. As multas por fraudes fiscais podem chegar a 225% mais o imposto corrigido e, pior, ter de responder a processo criminal por fraude fiscal. Na cartilha, várias práticas ilegais são apresentadas, bem como as consequências de adotá-las. Segundo Toretta, a Câmara Técnica Tributária da Acic é formada por advogados e contadores especialistas nas áreas tributária e fiscal. “A cartilha retrata o que temos visto em nossos escritórios, e se tornará em uma arma contra fraudes e prejuízos”.

Fonte: acicvel.com.br